sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

138- OLGA PEREIRA METTIG







Olga Pereira Mettig, mais conhecida como Olga Mettig,  nasceu em Cachoeira, no dia 6 de maio de 1914, sendo seus pais Ricardo Vieira Pereira e Georgeta Motta Pereira. Era neta do jornalista Augusto Ferreira Motta (fundador de O Guarany, o jornal mais antigo de Cachoeira) e irmã de Georgeta Motta Pereira (mais conhecida como Nola Araújo, escritora, jornalista e memorialista).
“Como mulher, disse Olga Mettig, desempenhei o papel que a natureza me confiou, sendo mãe e educadora do próprio lar. Três anos após a formatura, casei-me e por felicidade tive duas filhas. Perdi cedo meu esposo, mas conduzi minhas filhas com muito amor e carinho aliados a uma educação integral.”
Grande educadora, descobriu sua vocação quando criança, pelo que afirmou: “Aos sete anos resolvi ser mestra e não houve obstáculos que me fizessem desistir de meu propósito”
Cursou as primeiras letras em sua cidade natal. Concluído o curso secundário, ingressou na Escola Normal da Bahia, onde foi diplomada professora primária. Aprovada em concurso para o magistério público, foi designada para dirigir, sucessivamente, duas escolas estaduais. Depois, se submeteu  a um novo concurso e passou a inspetora de ensino.
Seu desejo era organizar e dirigir uma escola própria, na qual pudesse impor suas idéias, seu método de ensino e sua orientação. Para realizar seu ideal, ingressou na Faculdade de Filosofia, concluiu o curso de licenciatura em Pedagogia e fundou, no ano de 1948, a Escola Nossa Senhora do Carmo, no bairro da Mouraria, em Salvador.
No começo, ela era a única professora de sua escola e suas filhas os únicos alunos. Depois, foram chegando outras crianças, outras professoras. e sua escola foi crescendo ...
Em 1951, ela fundou o Ginásio Nossa Senhora do Carmo.  Em 1955,  o Curso Normal e a Faculdade de Educação.
O colégio funcionou inicialmente com uma estrutura muito simples. Com o passar do tempo, a Profa. Olga foi percebendo a necessidade de montar um curso de graduação equivalente ao do magistério de 2º grau. “Nossa estrutura, disse a Profa. Olga Mettig, foi ganhando notoriedade, pois tínhamos os melhores professores e um currículo bastante rico que, de certa forma, ocupava o lugar da Faculdade que as mulheres geralmente não faziam”. E acrescentava: “Posso afirmar, no entanto, que tudo isso foi conquistado com muita persistência, compreensão, dedicação e amor.”
Na sua concepção, “tudo na vida que se faz com dedicação, floresce. No setor educacional, mais ainda. É preciso semear  o amor. Já dizia Pestalozzi, precursor da educação moderna, que ensinar não é o princípio essencial da educação: esse princípio é o amor; ele é o ponto central de toda a educação.”
Para ampliar os conhecimentos dos alunos, a Profa. Olga Mettig criou os chamados “estudos adicionais” que consistiam numa espécie de estudos avançados, capazes de permitir o acesso ao ensino superior. A iniciativa logrou o sucesso esperado, permitindo inclusive, sensível melhoria do ensino do 3º grau.
O sucesso do Colégio Nossa Senhora do Carmo rompeu os padrões educacionais da época, permitindo a elaboração de uma metodologia própria. Em conseqüência disso, a Profa. Olga, em colaboração com a Profa. Lígia Lordello,  publicou uma série de  livros didáticos amplamente adotados na Bahia e em outras unidades da Federação. De 1950 a 1985  foram editados trinta livros de Geografia, Gramática e  História do Brasil, entre muitos outros, ultrapassando um total de duas mil edições. Dificilmente se encontra um professor baiano, pelo menos nas gerações mais antigas, que não tenha estudado nesses livros.
Em 1964 a Prof. Olga construiu um edifício de cinco andares, onde passaram a funcionar, sob sua direção, os cursos primários, ginasial  e  normal. Três anos depois, criou a Faculdade de Educação, a primeira do Norte e Nordeste, a segunda do Brasil.
O passo seguinte foi a criação das Faculdades Integradas Olga Mettig, instituição que passou a abrigar as Faculdades de Educação, Administração e  Turismo (esta última, a primeira da Bahia). Fundou o Centro de Estudos de Pós-Graduação Olga Mettig, especializado em cursos de extensão e pós-graduação em diversas áreas. Criou a Faculdade Livre da Terceira Idade, fiel ao seu antigo desejo de estender as benesses da educação a um público pouco respeitado e desasticido..
Olga Mettig faleceu no dia 22 de abril de 2004, pouco antes de completar 90 anos de idade..
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário