terça-feira, 2 de outubro de 2012

LUIZ TARQUÍNIO, PIONEIRO SOCIAL


LUIZ TARQUÍNIO
 







Luiz Tarquínio nasceu em Salvador, no ano de 1844.
Com sua mãe, Maria Luiza dos Santos, escrava liberta, aprendeu as primeiras letras.
Mais tarde, freqüentou uma escola pública durante três anos.
 Enquanto criança, vendeu bilhetes de loteria, artesanato e doces caseiros. Foi moleque de recados, e carregador.
Quando completou dez anos de idade, começou a trabalhar em um loja de tecidos de propriedade de Lino Porphyrio da Silva.
Na loja de tecidos começou varrendo o chão e executando outros afazeres da limpeza mas, em virtude de conhecer as quatro operações de cálculo e possuir certo discernimento,  logo depois passou a tender clientes no balcão.
Ao atingir os 15 anos, foi trabalhar com João Gaspar Bruderer, sócio de Bruderer & Cia., grande importadora e atacadista de tecidos.
 
Aprendeu inglês ouvindo os empregados e, com o auxílio de  alguns amigos, absorveu  noções de contabilidade empresarial.
Assim preparado, foi para a Europa. Ali ampliou seus conhecimentos sobre economia, política, finanças, artes plásticas e música.

Em 1890, tornou-se sócio de Bruderer e passou a ser considerado um grande importador de tecidos.

No ano seguinte criou, no bairro da Boa Viagem, a Companhia Empório Industrial do Norte. Sua empresa, em apenas quatro anos, assumiu metade da produção algodoeira  do estado, empregando um terço de todos os operarários  da Bahia e dois terços de todos os teares existentes na região.

Em 1901 construiu a primeira Vila Operária do país, com 258 residências para as famílias dos trabalhadores, que recebiam gratuitamente assistência médica, odontológica e hospitalar e tinham à sua disposição creches, escolas, biblioteca, museu de   de história natural e cooperativa. Foi a primeiro a instituir no Brasil a licença maternidade.

Tornou-se personalidade de destaque no mundo empresarial e  pioneiro da assistência social.

Esteve presente em todos os movimentos sociais do Império,  inclusive, no movimento em prol da abolição da escravatura.

Luiz Tarquinio faleceu em Salvador, no ano de 1903, pouco depois de concluir sua admirável obra social.

 

 

 
.
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário